publicação, pensar designEditora temporária
O projeto Editora temporária, realizado em parceria com a designer Clara Meliande, ocupou o Centro Carioca de Design entre 15 de abril e 10 de junho de 2013. Ele viabilizou a edição e impressão de 4 livros de baixa tiragem cujos temas envolviam o pensamento sobre cidades e o projeto gráfico refletia a pesquisa dos envolvidos com relação ao processo de produção de livros através de meios digitais e manuais.
    O projeto começou com uma convocação para agentes da indústria criativa que tivessem interesse em submeter suas pesquisas individuais ou coletivas relacionadas ao tema proposto. O material recebido foi analisado por um comitê de curadoria e a partir daí, 3 trabalhos foram selecionados e transformados em livros. O quarto livro foi elaborado a partir de registros e vestígios do processo de trabalho da Editora Temporária.
    Os livros foram elaborados em parceria entre os selecionados e designers convidados (divididos em duplas de trabalho). Segue abaixo um resumo sobre cada um dos quatro livros editados:

A-125
Autoras: Juliana Frontin e Juliana Borzino / Designer: Miguel Nóbrega

Livro-coleção de série de postais produzidos através da transformação analógica de escritos e fotografias encontradas em diversas partes da cidade. São fotografias antigas com as imagens desvanecendo aos poucos.
    O processo de impressão do livro busca reforçar essa transformação das fotografias com o uso de objetos de impressão analógicos – carimbo, fotocopiadora, solvente para tintas, máquina de escrever e duplicadora – para reproduzir as imagens da frente e anotações do verso. O processo analógico traz perdas de informação por um lado e ganhos de ruídos por outro, que, por sua vez, transformam as imagens em algo novo, desvinculado de seu original.
    Essas fotografias e escritos foram reunidos neste livro ao acaso e formam uma coleção devido a sua condição de transformação e reprodução, mas, ao mesmo tempo, o formato de postal estimula que essa coleção se disperse novamente.


Cidade-andaime: estruturas transitórias na cidade contemporânea
Autor: Pedro Évora / Designer: Luiz Arbex

Uma investigação sobre o papel das estruturas arquitetônicas transitórias que, por sua adaptação e flexibilidade às condicionantes que atuam na cidade, tornaram-se indissociáveis do metabolismo da urbe. Mas como seria então caso tais estruturas não existissem? E ainda, como será quando os andaimes ou as escoras forem a própria arquitetura final?
    O projeto gráfico de Luiz Arbex procura evidenciar o tema da transitoriedade presente na pesquisa, e na própria condição de sua publicação em uma editora temporária, por meio de um layout e uma encadernação que não se apresentam fixos, definitivos. Ao contrário da tradição livresca da permanência e da linearidade, a proposta se aventura na investigação de outras dinâmicas de leitura e fruição do livro impresso.


Caderno de Observações ou Coreografias do Cotidiano
Autora: Emika Takaki / Designer: Tania Grillo

Um caderno-livro-mapa sobre o movimento do corpo na cidade. Fragmentos e alguma poesia de observação do movimento das pessoas na cidade do Rio de Janeiro.
Através de percepções compartilhadas entre a autora e a designer o livro foi desenvolvido para novas possíveis percepções do movimento do corpo na cidade: caminhar a deriva, aleatoriamente, sem um objetivo além do próprio caminhar e observar a cidade. Mapas, textos e imagens se intercalam, conversam, se interrompem.... e o leitor/performer escolhe por onde continuar.
    Faz parte do jogo ser observado no ambiente urbano, sentir-se vulnerável, deixar se perder para encontrar respostas que antes talvez estivessem ocultas no caminhar cotidiano, inconsciente e coreográfico.
    O processo de edição selecionou fragmentos da tese de doutorado da autora e seus vídeos de observação do movimento das pessoas na cidade.


Editora temporária: processo impresso
Autora e Designer: Clara Meliande

O livro registra a feitura dos outros 3 livros - “A-125”, “Cadernos de Observações ou Coreografias do Cotidiano” e “Cidade-andaime: estruturas transitórias na cidade contemporânea”, através do recolhimento e edição de rastros dos processos. Foram coletados estudos de layout, material original das pesquisas, experiências de impressão e desenhos esquemáticos. Foi pedido também que cada autor junto com o designer, escrevesse um texto sobre o projeto de fazer o livro.



home  |  next